Os 11 tipos de passeios fundamentais para Cães

teste de texto acerca dos 11 tipos de passeios fundamentais para Cães teste de texto acerca dos 11 tipos de passeios fundamentais para Cãesteste de texto acerca dos 11 tipos de passeios fundamentais para Cãesteste de texto acerca dos 11 tipos de passeios fundamentais para Cães

Índice

Passear é a actividade mais importante para o cão? É provável que sim! Pensemos que o passeio não serve apenas para o patudo fazer as suas necessidades. Muito mais do que isso, é exercício, estímulo mental e uma oportunidade para socializarem com outros humanos e outros cães.

É certo que alguns cães não são fáceis de passear à trela, porque quando vêm a trela preparada ficam muito ansiosos por saírem para a rua e com uma energia quase impossível de controlar. Não querem perder a oportunidade! Mas isso só mostra a importância do passeio. Como tutores, não podemos desmoralizar! Isto obriga-nos a pensar pela cabeça do cão. Passeia vezes suficientes? Gasta energia suficiente? Os passeios são monótonos ou têm variedade? Este texto vai ajudá-lo a responder a estas questões.

No que diz respeito aos aspectos fundamentais do andamento à trela, o melhor mesmo é começar desde puppy pois dessa forma o cão aprende os princípios básicos ainda antes de aprender aqueles vícios que tornam os passeios difíceis. Em qualquer dos casos, não desespere, porque pode sempre contar com os serviços dum treinador que seja especializado em andamento à trela e tenha planos de treino para este tipo de condicionamento (sim, como os Cães do Rio, claro!).

Se o passeio é uma actividade central para a vida do cão, então todas as oportunidades são boas. Fizemos uma lista de 11 tipos de passeios que são diferentes, têm utilidades diversas e variam também na forma do estímulo. Esta lista é inspirada numa lista criada originalmente pela Doutora Karen Becker, co-autora do livro Forever Dog, à qual acrescentamos alguns tipos de passeios da nossa autoria.

1 | Passeios com objectivos

São curtos e são orientados para um objectivo. O melhor exemplo é o de sair com o patudo para fazer as necessidades, mas há mais. Até se saímos de casa para ir para o carro, nada nos impede de subir ou descer a rua só para o patudo ficar um bocadinho mais relaxado, não é?

2 | Passeios de treino

Leve recompensas e leve a sua concentração! O objectivo é fazer tudo conscientemente e dedicar a sua atenção ao patudo. Tente melhorar o Andamento à Trela, usar comandos básicos de obediência e regular as oportunidades de sociabilização. Se já fez treino, este tipo de passeio é essencial, não deixe o seu cão esquecer-se do que aprendeu.

🧐 Uma dica – o seu cão verá cada oportunidade para cheirar como uma recompensa; assim pode pedir-lhe uma comando e depois dele obedecer simplesmente deixá-lo cheirar ao seu redor, em vez de lhe dar (mais!) uma recompensa.

3 | Passeios em força

Exercício para os dois! Um bom ritmo, sem paragens. Tente manter o cardio do cão alto durante 20 minutos. Isto ajuda a manter o peso, aliviar possíveis artrites e outros problemas relacionados com tendões. No mínimo, faça este passeio duas vezes por semana. Se puder, faça-o todos os dias. Não force o cão. Se ele está fora de forma, comece com pouco e vá aumentando até conseguirem os vinte minutos.

🧐Uma dica – se o tempo ajudar e tiver condições para isso, dê um passeio pela praia; a areia torna imediatamente o exercício mais exigente para ambos.

4 | Passeio para estimulação mental

Use uma trela mais longa, se tiver. Se não tiver, pode comprar nos Cães do Rio, ou noutro local. Em vez de ser o cão a acompanhar o tutor, imagine o contrário. É você que está a acompanhar o patudo. Deixe-o explorar, deixe-o cheirar e pensar (de quem era este xixi? há quanto tempo está aqui?). É pelo faro que os cães entendem o mundo, mas precisam de tempo para pensar.

Fique a saber que este tipo de estímulo mental pode ser mais exaustivo para o cão do que o exercício físico!

🧐 Uma dica – Quanto mais variar o ambiente ao qual o cão está habituado, mais forte será o efeito.

5 | Sniffaris

Adoramos sniffaris! Neste passeio o cão tem o direito a cheirar tudo o que quiser. Mas não basta deixá-lo cheirar, é preciso encontrar ambientes muito ricos em cheiros, sobretudo botânicos. Por exemplo, os cães são extremamente estimulados por ervas aromáticas.

🧐 Uma dica – Se quiser interessar-se mais por esta relação dos cãos com o olfacto e relaxamento, pesquise por aromaterapia para cães.

6 | Passeio "troca de cenário"

Em vez de sair para a direcção do costume, surpreenda o patudo com outro caminho, escolhendo outras ruas ou trilhos. O cão vai encontrar cheiros novos e experiências novas. Note que este caminho até pode ser menos agradável (uma rua suja em vez do parque!), mas o efeito de novidade será sempre um óptimo estímulo!

🧐 Uma dica – Se o cão está habituado a passear com a luz do dia, um passeio à noite conta desde logo como uma “troca de cenário”, pois a iluminação nocturna muda a percepção canina do espaço.

7 | Saída em grupo

Se o seu cão se sente confortável com outros cães, experimente uma saída de grupo. Socialize em duas e quatro patas. Alguns dos nossos clientes já fazem isto, ou seja, conheceram-se nas aulas de grupo dos Cães do Rio e perceberam que os seus cães eram compatíveis. Como na frase famosa “isto pode ser o início duma bela amizade”!

🧐 Uma dica – As aulas de grupo dos Cães do Rio têm o objectivo da socialização (os patudos são preparados primeiro com aulas individuais até estarem prontos para aulas de grupo).

8 | Mudar quem leva a trela

Cada pessoa tem o seu estilo de passear o cão e será sempre uma experiência interessante o seu cão ser passeado por outra pessoa. Pode ser por ter mais energia, pode ser por ter mais paciência para andar devagar e deixar o cão cheirar, pode ser por ser uma daquelas pessoas que se relacionam bem com os patudos. Tente!

🧐 Uma dica – Arrisque mesmo que tenha pouca confiança. Frequentemente, os patudos são mais dóceis noutras mãos do que com os tutores (porque já conhecem os seus vícios).

9 | Passeios Preparatórios

Um cão que não goste de banhos, pode primeiro adaptar-se ao local

Alguns passeios podem incluir visitas inocentes a locais que o cão poderá frequentar no futuro com stress. O exemplo mais directo é o da Clínica Veterinária. Se o cão fizer uma visita inocente, sem consequências, à sua Clínica Veterinária, um dia que lá volte para tomar uma pica ou esteja doente, não terá a mesma carga de stress. Ele já conhecerá o local e irá associá-lo à experiência prévia positiva que teve.

🧐 Uma dica – Pense a fundo noutros sítios para os quais seja preciso esta preparação. Pensa deixá-lo num Hotel Canino durante dois dias? Prepare-o primeiro com uma visita inocente.

10 | Passeios de desporto

Para cães com muita energia, uma actividade desportiva como o canicross é um passeio interessante. Se você não gostar ou não for capaz de correr poderá encontrar pessoas interessadas ou entidades que tenham este serviço, como os Cães do Rio. Com cães jovens, actividades com alto gasto energético podem fazer toda a diferença para que essa energia não vá para actividades destrutivas. O sofá agradece!

🧐 Uma dica – Algumas actividades podem ser intensas para o cão e ligeiras para si, como o bikejoring, que usa a bicicleta. Mas não se esqueça de garantir o equipamento correcto, para segurança de ambos!

11 | Passeios na nossa terra

Esta última categoria serve para lembrar que a zona onde vivemos, o Vale do Minho, tem todo o tipo de caminhos e trilhos para proporcionar aventuras para si e para o seu patudo. Temos trilhos de montanha na Serra d’Arga, a ecopista junto ao rio, e trilhos históricos como o que percorre os Muiños do Fólon, no Rosal, Galiza.

Conclusão

E é isto, descrevemos 11 tipos de passeios diferentes para fazer, com utilidades e ideias diferentes. Esta variedade de estímulos vai deixar o seu patudo agradecido e mais desenvolvido física e cognitivamente. Se durante um mês, conseguir fazer pelo menos 1 de cada género, o seu cão ficará muito agradecido.

Se este post o levou a fazer mais passeios, gostaríamos muito de saber quais!

Próximos Eventos

No posts found!

Qual é o seu caso? Seja alteração de comportamento, seja treino de obediência, seja um puppie, ou qualquer outro, entre em contacto connosco. Responderemos rapidamente 😎

Elise Fernandes

Comportamentalista IMDTB e Treinadora Dip-TC Dogga

📧 geral@caesdorio.com | 📞 913814718 | 💬 Whatsapp | 👅Línguas: português, espanhol, inglês